Óleo de Lorenzo Benefícios e Indicações

By | 21 de novembro de 2014

Você já deve ter ouvido falar no óleo de lorenzo, um produto indicado para o tratamento de adrenoleucodistrofia. Para quem não conhece, esta enfermidade é uma doença genética rara também conhecida pela sigla ALD.

Esta doença está ligada ao cromossomo X, que é transmitido da mãe para os filhos homens. A adrenoleucodistrofia atinge diretamente as glândulas adrenais, que produzem o harmônio adrenalina, o sistema nervoso e os testículos.

O óleo de Lorenzo foi desenvolvido por Augusto e Machaela Odone, pais de Lorenzo Odone portador da doença. O caso dos pais que conseguiram criar um remédio para interromper a evolução da doença chegou a ser descrito em um filme “Óleo de Lorenzo Filme“.

Benefícios do Óleo de Lorenzo

O óleo de lorenzo foi desenvolvido para evitar a progressão da doença que é degenerativa. Se a criança desenvolve a adrenoleucodistrofia nos primeiros meses de vida, segundo a medicina, a expectativa será de viver até os 5 anos de idade.

Se a doença se manifestar entre os 4 e 10 anos a expectativa desse garoto será de viver por aproximadamente mais 10 anos. Agora se a adrenoleucodistrofia só se manifestar na vida adulta, ele poderá viver por muitas décadas, mas terá que aprender a conviver com a deteriorização do sistema nervoso.

Os benefícios do óleo de Lorenzo é retardar essa degeneração do sistema nervoso, isso acontece por conta da sua composição que tem trioleato de glicerol e trierucato de glicerol que são derivados de ácidos oleicos e erúcico.

O óleo de lorenzo vai ajudar a normalizar os níveis de ácidos graxos que são acumulados no cérebro e na glândula supra-renal de que tem a adrenoleucodistrofia.

Utilizando este medicamento é possível que os pacientes assintomáticos tenham a doença no grau degenerativo e já nos que já possuem a doença, é possível melhorar a qualidade de vida. O óleo de lorenzo não cura a doença.

Indicações do Óleo de Lorenzo

As indicações para o óleo de lorenzo é exclusivamente o tratamento da adrenoleucodistrofia. Como falamos o medicamento não gera a cura, mas retarda a degeneração do sistemar nervoso e melhora a qualidade de vida.

Os principais pacientes que tomam o óleo de lorenzo são crianças que ainda não possuem nenhum sintoma da doença. Tomando de 2 a 3 ml de óleo de lorenzo por dia é possível evitar que os sintomas se desenvolvam.

A dosagem tem que ser indicada pelo médico que vai perceber qual é o estado da adrenoleucodistrofia que o paciente se encontra. Este estado de saúde levará o médico a aumentar ou diminuir a quantidade de óleo de lorenzo.

Esta medicação não deve ser utilizada em outros problemas de saúde, mesmo que degenerativos, consulte sempre um médico e jamais tome o medicamento por conta própria.

Mulheres gestantes ou lactantes não podem consumir óleo de lorenzo, e este é um cuidado interessante que se deve tomar. Mesmo podendo passar a doença para o filho, a grávida não pode tomar o óleo, pois não há nenhum estudo que garanta que o bebê não terá o problema.

Outra contraindicação é para pacientes com o número baixo de plaquetas no sangue, assim como quem tem neutropenia ou trombocitopenia. Jamais tome o óleo de Lorenzo sem indicação médica, pois o acompanhamento da adrenoleucodistrofia tem que ser constante.

Quem leu este artigo também leu:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *